Para sempre a filha de dois leoninos.

Me amem, ok?
Depois que o Facebook inventou o botão do amei, o like já não me basta mais.
Agora quando recebo “apenas” um curtir eu penso:
-O que eu fiz de errado?
-Não está legal?
-Por que não me deram um amei?
Mas não me julguem antes de conhecer meu drama infantil.
Sou a filha mais velha, tive sempre que sobreviver entre o caçula (mimadinho) e a irmã do meio (irmã do meio já é um adjetivo).
Eles eram os amados e eu, apenas curtida.
Ate aí tudo bem, porque irmão mais velho só se fode mesmo.
Só que nunca para por aí.
Deus foi minucioso em cada linha do meu destino.
Para piorar tudo, me deu um pai e uma mãe leoninos.
E um mais leonino que o outro.
Tá todo mundo ciente que leão é o rei da Selva, e não há nada no mundo que importe mais do que eles?
Portanto, não havia o menor espaço para brilhar nessa família.
Embora eu nunca tenha deixado de tentar.
-Mãe, tirei dez em redação.
-Legal, você não sabe o que fulana me disse hoje. E contava tudo que alguém tinha falado de incrível (sobre ela) reduzindo meu dez em redação a poeira do abajur que nem existia.
E eu ficava ali pensando:
-O que fiz de errado?
-Por que ela não amou o que eu contei?
Tentava com meu pai:
-Fiz uma cesta incrível no basquete hoje.
-Que ótimo, você sabe que eu fui um dos criadores do Basquete né? E contava sobre a trajetória brilhante no esporte (dele) jogando minha cesta como pó para baixo do tapete persa que jamais tivemos.
E eu ficava ali pensando:
-O que fiz de errado?
-Por que ela não amou o que eu contei?
Naquela época eu não entendia nada sobre signos e muito menos o que significava ser filha de dois leoninos.
Achava que o problema era eu.E passei a vida em busca de um palco para chamar de meu.
Certeza que minha mãe vai me ligar daqui a pouco (super ofendida) falando que meu pai ficou muito chateado com o que escrevi.
E que absurdo! porque eles foram os melhores pais do mundo e fizeram tudo que podiam.
Até mais do que podiam, que fique claro, pois eles são os melhores pais que já pisaram nesse planeta. Chorando vou me desculpar e implorar perdão.
Vou falar que exagerei e terminar apagando esse texto de tanta culpa que vou sentir.
Agora vocês já sabem a importância que o botão do amei tem na minha vida. Me amem mais, ok?
Um like nunca vai me bastar.
E quando eu morrer escrevam na minha lápide:
Para sempre a filha de dois leoninos.